04 maio 2016


O Divino Tão Infernal de Solange Alves
Divina é a expressão pictórica de Solange Alves que, na fractalidade inerente ao cubismo demonstra, com a força dos terrores infernais, as angustias urbanas, o despedaçamento do ser, a coisificação do humano. A maestria de Solange Alves, em sua outra face é divina na expressão lírica do sonhador, do poeta, do palhaço a exsudar humanidade. Esta é a síntese da imperdível exposição “Retorno e Recorrência”, que acontece na Galeria de Artes NILA no Espaço Cultural de Palmas de 18 de março a 18 de abril de 2016... É uma alegria poder contar, no Tocantins, com obras de nível internacional como as que Solange Alves apresenta. Vá, se emocione, viaje, viva!
Poeta e Escritor - Osmar Casa Grande




25 abril 2016

  Objeto de Arte: Feedback



                                 
O objeto de Arte Feed back é uma instalação criada especialmente para a exposição “Retorno e Recorrência” e se apresenta como um tipo de mecanismo através do qual possamos conhecer a nós mesmo.

Montada no meio do espaço expositivo, a instalação é composta por três objetos: um oratório, uma mesa e uma cadeira. O oratório é um objeto novo, de madeira, e está posicionado sobre a mesa, de madeira, que acompanha uma cadeira, também de madeira, ambas desgastadas pela ação do tempo, e em seu interior ao invés de santos e imagens um espelho.

Do oratório foram retirados santos e imagens para dar lugar a nossa própria imagem, para que assim possamos fazer um retorno a nós mesmo a fim de lembrar que o que vemos, é sempre um reflexo do que não somos no lugar de ser tudo o que somos.

A “realidade física” como chamamos, é um reflexo do nosso estado de ser do nosso estado de consciência. Temos que ver e viver a “realidade física” como sendo um reflexo similar a idéia do reflexo no espelho. Sabemos que quando olhamos pra um reflexo que não estamos “lá”. E nós sabemos que pra mudar o reflexo no espelho não vamos até o reflexo. É preciso mudar a si próprio, para ver a mudança no reflexo. Então, a realidade física sendo um reflexo, uma sala de espelhos opera sob o mesmo tipo de estrutura. Então qualquer mudança que quisermos ver, no chamado “reflexo”, “realidade exterior” precisa começar por dentro, precisa começar na realidade interior.

Muitos de nós nos conformamos apenas com a nossa própria  existência, sem querer explorar a origem das coisas. O que somos nós! Dentro de nossa consciência! Dentro da nossa vibração! Dentro do nosso estado de ser!

A santidade de nosso livre-arbítrio não pode ser violada. Ou nós remamos e cavalgamos a onda ou ela deixa de funcionar em nós e, talvez se dissipe nas margens do tempo por falta de conhecimento ou reposta. E todo o ciclo pode necessitar ser repetido de novo.  Acorde!

Ficha técnica:
Nome da obra: Feed back
Ano: 2016
Autor: Solange Alves
Dimensões: 153X107X45cm
Técnica: madeira
Movimento: Arte Conceitual







07 agosto 2015

UM SONETO PARA SOLANGE

(em cujas mãos a excelência habita)

Vejo tua alma, nos pincéis e tintas...
Alma que baila sobre cada tela,
deixando rastros de paixões extintas...
E a espera eterna ... Diante da janela.

Quanta emoção, nas cores tão distintas...
Traçado firme, que a mestra, revela.
Linhas perfeitas, leves... Quando pintas,
o eterno entrega-se à tua aquarela.

E a vida tece brandos movimentos,
qual nuvens brincam ao cantar dos ventos,
e o sol se deita nos braços do mar.

E o tempo é forma, em sutil aparência...
Em cada ciclo, surge nova essência,
a refazer-se sob o teu olhar.


- Patricia Neme – 

11 julho 2012

                               
Sejam bem vindos! Temos apenas que seguir a estrada e curtir o som. Aproveitem, pois a vida é uma eterna viagem... Solange Alves.